sexta-feira, 21 de maio de 2010

Cannes updated # 10

A maturação de Garrel
A estréia do principal ator francês da atualidade, Louis Garrel, na direção foi um acontecimento. Petit Tailleur é um média metragem ( cerca de 45 minutos) que faz parte da quinzena dos realizadores. Uma mostra paralela que ocorre no festival de Cannes e que até hoje estava esvaziada de interesse. Não é a toa, que essa é a primeira menção da mostra aqui em Cannes updated. O filme em preto e branco mostra um jovem alfaite que se apaixona por uma garota e decide abandonar tudo, inclusive, o homem que o acolheu, criou-o como filho e ensinou tudo que sabe. A estréia de Garrel foi um sucesso. A critica se derreteu mais ainda quando na entrevista coletiva, o ator/diretor admitiu que o cineasta francês François Truffaut foi uma clara e bem vinda referência.


Na entrevista coletiva, o filho de um dos maiores cineastas franceses (Philip Garrel), se derreteu por um dos ícones da Nouvelle vague

Antes dos melhores, os piores
Diferentemente dos últimos dois anos não há um favorito absoluto a Palma de ouro. Dividem o favoritismo, com certa paridade, o inglês Another year, de Mike Leigh, o mexicano Biutiful, de Alejandro Gonzalez Iñarritu e a co-produção entre Alemanha e Ucrânia My Joy, de Sergei Loznitsa. Com forte apelo também estão o mais recente Ken Loach, Route irish, e o novo do iraniano cult Kiarostomi, Copie conforme. Mas os piores filmes da seleção oficial já parecem definidos. Segundo cotações de críticos presentes no festival, o gangster japonês Outrage e o drama familiar italiano La nostra vitta já angariaram esses ingratos títulos.

E os asiáticos ficaram para trás
Pode ser cedo. Afinal, críticos e júri nem sempre estão em harmonia. Mas Cannes 2010, que tem forte presença asiática, parecia destinado a ter um filme daquele continente vencedor da Palma de ouro. Dificilmente um asiático não será premiado, mas conforme a lista de favoritos demonstra, um asiático levar a Palma de ouro agora, seria considerado zebra.

Apostas Claquete para a premiação de domingo
Essa é a última coluna Cannes updated antes da divulgação dos vencedores do festival. Claquete antecipa quem deve sair com os principais prêmios na seleção oficial.

Palma de ouro
Grande probabilidade: Another year, de Mike Leigh (INGL)
Chances reais: My joy, de Sergei Loznitsa (Ucrânia/Alemanha)
Pode acontecer: The housemaid, de Im Sangsoo (Coréia do sul)

Grande prêmio do júri:
Route irish, de Ken Loach (Ingl/IRL)

Prêmio do júri:
Os mesmos listados como possíveis vitoriosos da Palma de ouro e o francês Des Hommes et des Dieux, de Xavier Beauvois (França)

Ator:
Javier Bardem (Biutiful)

Atriz:
Juliette Binoche (Copie conforme)

Diretor:

Mike Leigh ou Sergei Loznitsa

Roteiro:

My Joy, de Sergei Loznitsa (ALE/UCR) ou The housemaid, de Im Sangsoo (Coréia do Sul)

2 comentários:

  1. Não arrisco um palpite a ganhador deste ano, mas fiquei com muita vontade ver todos, rs!

    ResponderExcluir