terça-feira, 12 de janeiro de 2010

O que aconteceu nos bastidores de Homem-aranha 4?

É muito raro acontecer o que aconteceu essa semana. O diretor e o principal astro de uma franquia serem dispensados no meio da pré-produção de um novo filme. O que aconteceu, de fato, nos bastidores de Homem-aranha 4 talvez nunca venha a público, pelo menos não por vias oficiais. Mas o subtexto está claro e é bastante esclarecedor. Para entender o porque de Raimi e Maguire terem se desligado da franquia é preciso voltar a 2002. No ano de lançamento do primeiro filme do aracnídeo, Sam Raimi disse em mais de uma oportunidade, inclusive em uma entrevista concedida a uma revista de cinema brasileira, a SET, que jamais utilizaria o Venom como vilão em um filme do Aranha. Por entender ser o personagem pobre dramaticamente e incompatível com sua abordagem do universo do herói.
Os dois primeiros filmes foram grande sucesso de público e critica, naturalmente o terceiro filme precisava ser maior e mais atraente. O orçamento foi inchado, cerca de U$ 300 milhões, assim como os vilões, que foram 3. O homem areia, o duende de Harry Osborn e Venom (imposição do estúdio). Raimi não escondeu seu descontentamento com a interferência criativa da Sony e apesar da excepcional bilheteria de Homem-aranha 3, a critica torceu o nariz para o terceiro filme, elegendo-o o mais fraco dos três.

Fiéis escudeiros: Raimi e Maguire se despedem melancolicamente de uma das maiores franquias da atualidade; franquia que ajudaram a construir

As negociações para a realização do quarto filme foram tensas. Raimi a princípio não queria retornar à direção e Maguire havia condicionado seu retorno à presença do diretor no projeto. Também havia problemas para garantir o retorno de Kirsten Dunst como Mary Jane. A Sony passou a considerar a hipótese de recomeçar do zero a saga do Homem –aranha no cinema, em vista dessas dificuldades. No entanto, Avi Arad, produtor do filme e presidente da Marvel Studios (que licencia o personagem para a Sony) insistiu para que se chegasse a um entendimento com Raimi.
No ano passado as bases para Homem- aranha 4 foram anunciadas. Raimi estava de volta ao projeto, iria supervisionar o roteiro escrito por James Vanderbilt (roteirista de Zodíaco) e Tobey Maguire receberia U$ 30 milhões de dólares por Homem–aranha 4 e 5.
Semana passada as discordâncias entre o estúdio e Raimi novamente chegaram ao público. A pré-produção do filme estacionou porque Raimi não teria gostado dos rumos do roteiro, nem do vilão utilizado, a Gata negra, o diretor preferia o Abutre (John Malckovic confirmou ter sido sondado pelo diretor para viver o personagem). A relação entre Sony e Raimi já estava arranhada e a presidente Amy Pascal decidiu por fazer valer os direitos que a Sony detém sobre o personagem. Pela ótica capitalista do estúdio, a despeito de não ter angariado boas criticas, o terceiro filme registrou a maior bilheteria da série e foi justamente o filme que o estúdio interveio.

Tobey Maguire tira a máscara do aranha: Quem será que irá vesti-la agora?

Existe muito dinheiro em jogo e o espaço autoral de Raimi já estava diminuído. Ele pensou ter reavido esse espaço mediante as tensas e custosas (para a Sony) negociações. Não conseguiu. É uma pena. Pois o Homem-aranha pelas mãos de Sam Raimi é um dos poucos produtos que conseguem ser comerciais e autorais ao mesmo tempo. Vai ser difícil superar o nível de qualidade alcançado pelo diretor. Ele estabeleceu um patamar de difícil acesso.
A idéia de recomeçar do zero a franquia é acertada do ponto de vista narrativo e logístico. Sem o diretor e, principalmente, sem o protagonista, Tobey Maguire, ficaria difícil driblar a resistência natural ao que se contemplaria na tela. Em compensação, é muito cedo para retomar a origem do personagem. Mesmo que se mude essa origem. O referencial, e um poderoso referencial que são os filmes de Raimi, é muito recente. A rejeição pode ser maciça. Mostrar a vida de Peter Parker na adolescência (seguindo a linha da HQ marvel ultimate) pode ser igualmente desastroso. Ou seja, a Sony trocou o certo (ou alguém duvidava do sucesso de Homem-aranha 4?) pelo duvidoso.
Sem contar que dificilmente um diretor de ponta se sentirá confortável em assumir o projeto sabendo que a Sony está tão ciosa da produção. Resta-nos esperar o desenrolar dessa novela.

11 comentários:

  1. Apesar de ter detestado o 3º filme, não vejo graça nenhuma em um Homem Aranha sem Sam Raimi e sem o Tobey Maguire. Se antes já estava desconfiada, agora então...

    ResponderExcluir
  2. Pois é Patty, pode aumentar o desconfeômetro pq boatos dão conta de que Robert Pattinson vem aí...

    ResponderExcluir
  3. Tobey Maguire era perfeito para o palpel, e nós ja nos acostumamos com ele, com a história, era fiel aos quadrinhos (não contando as m***** que também aconteceram nos quadrinhos) Agora tem aquele menino sem sentido nenhum.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. cara pf não fala isso e novo e muito melhor que o antigo

      Excluir
    2. o garoto foi bom como homem aranha, mas o rebot foi horrível!

      Excluir
  4. Não gostei desse novo homem aranha, Tobey Maguire era perfeito no personagem.A sony não devia ter dispensado Sam Raime e Tobey Maguire.

    ResponderExcluir
  5. cara o espetacular homem aranha e
    muito melhor que o antigo ve se acorda pra vida o Tobey já estava velho eo aranha e novo

    ResponderExcluir
  6. sem ofenças mas e verdade

    ResponderExcluir
  7. pessoas,eu venho de 2014 e o espetacular homem aranha 2 vai ser bom

    ResponderExcluir
  8. vim do futuro pra dizer que nenhum filme do Homem Aranha vai superar a trilogia de Raimi

    ResponderExcluir