segunda-feira, 22 de março de 2010

Critica - O livro de Eli

Quando boas idéias não vingam

Existem boas idéias executadas com perfeição tão suntuosa que causam admiração eterna, outras que não são executadas a contento e acabam sendo diminuídas com o tempo. Há ainda, essencialmente no campo do cinema, aqueles filmes com idéias tão boas que eles se sustentam exclusivamente delas. Sem oferecer um desenvolvimento mais apurado dessas idéias. É o que ocorre com O livro de Eli (The book of Eli, EUA 2010). Um filme que reúne pelo menos duas boas idéias. A primeira delas, inegavelmente, é colocar Denzel Washington como um lobo solitário (e extremamente talentoso no manejo de armas) em um futuro pós-apocalíptico. A segunda, é fazer com que esse homem de passado ignorado seja o guardião de um dos símbolos mais importantes da história da humanidade. É aí que O livro de Eli falha em explorar plenamente seu potencial. Existe, é bem verdade, um comentário ralo sobre o poder da religião, na oposição das figuras de Eli e Carnegie (Gary Oldman). Sobre como homens mal intencionados se apropriam da representatividade divina para promover seus anseios. Paralelamente, existe a mensagem cristã (essa mais bem desenvolvida) de que o homem, além de instrumento divino, pode, sim, se comunicar com Deus.

Gary Oldman e Denzel Washington em cena de O livro de Eli: Os atores estão em um ótimo nível, mas o filme não os acompanha

O filme dos irmãos Hughes, porém, não consegue exceder as boas idéias que traz em seu cerne e materializá-las em um filme equilibrado e bem desenvolvido. Do jeito que ficou, O livro de Eli não decepciona. É ágil, tem uma concepção visual instigante, ação na medida certa e um Denzel Washigton, para variar, inspirado. Mas é um filme de ação e ficção científica comum. Com todo o peso que a palavra comum atribui a um filme do gênero de ação e ficção científica.

12 comentários:

  1. Ao que deu a entender, "O Livro de Eli" é apenas um filme bom e nada mais. Vi pessoas sairem do cinema achando o filme ótimo, coisa boa mesmo, mas nunca me pareceu algo assim grandioso. Até por parecer pretensioso. Mas depois do que li aqui, considero que seja um bom filme de ação, e só. Um abraço, parabéns pelo blog. \o

    ResponderExcluir
  2. Bem, não tenho lido muitas críticas a favor do livro, muito pelo contrário. Claro que não vou julgar o filme, mais eu sinceramente não sou chegado nesses filmes pós apocalíptico e etc etc...
    mas pelo que eu vi, O Livro de Eli, é uma junção de Mad Max, Eu sou a Lenda...ou seja mais do mesmo !

    ResponderExcluir
  3. Obrigado 3 parágrafos. Pela visita e pelas palavras. Acho que quem se familiarizar com a principal questão aventada no filme, a fé, irá se deliciar. A mensagem, afinal, é uníssona nesse sentido. É um bom filme. O que já é muita coisa né!?rsrs. Ou seja, dá para se divertir.
    Obrigado pela visita e espero contar com sua presença aqui mais vezes. Grande abraço!

    Alan:É bem isso aí Alan. Mais para o lado de Mad Max do que para o de Eu sou a lenda.ABS and see you around!

    ResponderExcluir
  4. Olha...esperava muito, mas muitomais mesmo desse filme!! pôxa...tem o Denzel e o Oldman meu!! mesmo que fosse só os dois tomando café e lendo jornal por 2 horas, eu ficaria satisfeito...mas infelizmente esse roteiro de que a ???? sagrada é a salvação é forçado demais!!

    espero por algo melhor!!

    abraças!!

    ResponderExcluir
  5. O fato de desperdiçarem uma ideia tão boa me desagradou mto. Já não esperava mto do filme e mesmo assim me decepcionei...

    ResponderExcluir
  6. ...esqueci de falar, linke o teu blog no meu !
    [www.homevintage.blogspot.com]
    Sucesso, fera !

    ResponderExcluir
  7. Estou esperando assistir ao filme para ler a crítica, mas pela sua chamada dá para ver que você não gostou do filme. Eu achava que "O Livro de Eli" iria até ser interessante.

    ResponderExcluir
  8. Assim como você, acho a atuação de Denzel Washington muito boa, mas o filme parece ficar devendo... o elenco feminino tb achei bastante fraco, um filme apenas ok, que deverá cair no esquecimento.

    ResponderExcluir
  9. Oi meu Rei , como está? Saudadezonas intensas. Não assisti ainda o livro de Eli, mas por incrível que pareça não me interessei por este filme (e olha que sou gamada no Denzel). Pelo jeito é mais ação e menos crítica, certo? Uma pena! Gostei da sua frase "Sobre como homens mal intencionados se apropriam da representatividade divina para promover seus anseios". Isso poderia ter sido explorado, porque seria muito atual. Muita gente anda levantando o santo nome de Deus em vão.

    Beijo, me escreva!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  10. Sapão: Bom te ver por aqui de novo cara! Acho que Oldman e Denzel juntos vale qualquer ingresso! ABS

    Diego: Como eu não tinha grandes expectativas em relação a fita, não me decepcionei. Mas é claro o fato de que não exploraram todo o potencial da trama. Isso é fato. Seria um exercício interessante, imaginar esse filme nas mãos de diretores como Guillermo Del Toro ou Alfonso Cuáron (para ficar nos mexicanos) rsrs
    ABS

    Alan :Tá linkado!Sucesso para nós! ABS

    Kamila: Oi Ka, tudo bem? juro que não entendo essa indisposição em ler criticas antes de se assistir ao filme. Mas respeito a as atitudes de de cada um. Espero seu feedback então. Mas só para constar, gostei do filme sim. Como entretenimento ligeiro passa tranquilo... Só que minha função de critico é diferente da de espectador.

    Fernando: É isso aí! Cai no esquecimento fácil, fácil. ABS

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ih, não caiu... (no esquecimento)

      Excluir
  11. Madame: Eu tb estou me corroendo de saudades do lado de cá. Pois é, tem Denzel to assistindo. rsrs. Consegui me diverti com O livro de Eli. Mas entretenimento bem raso msm. Esperar o DVD é uma decisão sábia. Bjs

    ResponderExcluir